Implantes de zircônia na Odontologia: revisão de literatura

Pedro Henrique Freitas, Renata Espíndola Silveira, Paula Cicília Faquim Rodrigues, Tatiany Mendonça Neto, Lawrence Gonzaga Lopes, William Barnabé

Resumo


Diante da crescente expectativa quanto à estética em Odontologia e da necessidade de tratamentos metal free para casos específicos em regiões estéticas, o uso de implantes cerâmicos tem se tornado objeto de estudo e investimentos desde a década de 70, tornando-se hoje uma possível alternativa aos implantes de titânio. Assim, o objetivo deste estudo foi sistematizar o conhecimento disponível a respeito de implantes dentários de zircônia, avaliando sua viabilidade na implantodontia e a capacidade deste material em responder às exigências mecânicas e biológicas. Uma busca eletrônica foi realizada por meio do banco de dados PubMed utilizando a combinação das seguintes palavras-chave: “zirconia”, “dental implant”, “zirconia implant” e “zirconia dental implant”, sem restrição de idioma ou data de publicação. Esta pesquisa resultou em 801 trabalhos de potencial interesse. A seleção de artigos para inclusão no estudo com restrição de acordo com o objetivo proposto levou a seleção de 85 artigos relevantes para a revisão de literatura deste trabalho. De acordo com essa revisão, os resultados das pesquisas a respeito do uso da zircônia como matéria base na fabricação de implantes são promissores, embora a documentação científica disponível seja limitada pelas poucas e curtas experiências clínicas, principalmente em termos de longevidade. Estudos biológicos, mecânicos e clínicos publicados até à data parecem indicar que a zircônia pode ser uma excelente opção para os implantes de titânio, principalmente pelas suas propriedades mecânicas, aparência estética e menor adesão bacteriana.


Texto completo:

PDF