Distribuição dos cirurgiões-dentistas em Mato Grosso, Brasil

Érico Veríssimo Nunes da Silva, Luiz Evaristo Ricci Volpato, Maria Francisca Moretti, Jaqueline Maria Bortoluzzi, Alvaro Henrique Borges

Resumo


Objetivo: Analisar a distribuição dos cirurgiões-dentistas no estado de Mato Grosso. Material e Método: Foi levantado junto ao Conselho Federal de Odontologia e Conselho Regional de Odontologia de Mato Grosso o número de cirurgiões-dentistas inscritos em cada município. Já as informações demográficas dos municípios foram levantadas através do site do Ministério da Saúde. Resultados: Enquanto a população mato-grossense cresceu 18,09% no período de 2002 a 2012, o número de cirurgiões-dentistas inscritos no estado cresceu 78,59%. Com isso a proporção de habitantes/profissional caiu de 1.390,67 para 919,54. O número de municípios sem cirurgião-dentista no mesmo período caiu de 32 para 6. Cuiabá, capital do estado, é o município com a menor proporção de habitantes/profissional com 434,61 habitantes por cirurgião-dentista e Santo Antônio do Leverger, com 18.695 habitantes/profissional, é o município mato-grossense com maior proporção. Foram levantados 142 cirurgiões-dentistas com inscrição secundária em Mato Grosso, sendo 49, o maior número, provenientes de São Paulo. Apurou-se que 70,67% dos cirurgiões-dentistas estavam concentrados nos dez municípios mais populosos do estado, cuja população representa 49,85%, enquanto os demais 29,33% estavam espalhados nos demais 131 municípios que compreendem 51,15% da população. Conclusão: O número de cirurgiões-dentistas vem aumentando significativamente no estado de Mato Grosso e a distribuição desses profissionais no estado mostra que, apesar de ocorrer uma concentração na capital e municípios em franco desenvolvimento, percebe-se também sua interiorização, refletida pela redução de municípios sem o cirurgião-dentista.


Texto completo:

PDF
gosip rumahan berita terkini windows gadget toko game