Influência da solução de irrigação sobre a resistência adesiva de um cimento resinoso de dupla polimerização

Micheli Oenning, Wesley Fernando Ferrari, Mauro Carlos Agner Busato, Márcio José Mendonça, Julio Katuhide Ueda, Virgínia Bosquiroli, Veridiana Camilotti

Resumo


Objetivo: Avaliar a influência de diferentes soluções de irrigação cavitária sobre a resistência de união de um cimento resinoso de dupla polimerização. Material e Método: A partir de incisivos bovinos, foram obtidos 4 grupos (n=15), divididos aleatoriamente de acordo com a solução irrigadora empregada na limpeza cavitária, sendo: G0 - soro fisiológico + condicionamento ácido; G1 – EDTA + condicionamento ácido; G2 - Clorexidina 2% + condicionamento ácido + clorexidina 2% e G3 - soro fisiológico + condicionamento ácido + clorexidina 2%. Foram confeccionados cilindros de cimento resinoso para cada coroa, utilizando-se uma matriz de Tygon com diâmetro interno de 1 mm e altura de 2 mm. O teste de resistência adesiva por microcisalhamento foi realizado após 3 meses de armazenamento dos espécimes em soro fisiológico a 37ºC. Os dados foram submetidos ao teste de Kruskall-Wallis, seguido do teste de Dunn (p<0,05). Resultados: Os grupos G0, G1 e G3 não apresentaram diferenças significativas entre si (p>0,05). Os menores valores foram observados no grupo G2 (p<0,05). Conclusões: As soluções irrigadoras EDTA e soro fisiológico utilizadas previamente ao condicionamento ácido da dentina não interferiram, significativamente, na resistência de união, porém, a solução de clorexidina utilizada após o condicionamento ácido influenciou negativamente nos valores de resistência de união.


Texto completo:

PDF