Fratura zigomática tratada com fixação em ponto único (single point)

Dayane Jaqueline Gross, Jéssica Daniela Andreis, André Takahashi, Plínio Jun Iti Yokoyama, Fernando Kendi Horikawa, Iron Ricardo Machado Snidei, Elio Hitoshi Shinohara

Resumo


Objetivo: Relatar um caso de fixação de zigoma em ponto único “single point”. Relato do caso: Paciente do gênero masculino, 58 anos, saudável, pardo, foi encaminhado ao Pronto Socorro Municipal do município de Osasco/SP relatando ter sido assaltado, sofrendo trauma facial. Ao exame físico específico observou-se perda de projeção zigomática direita, degrau palpável na sutura fronto zigomática, degrau mínimo no rebordo infra orbital e movimentação ocular normal, sem perda de sensibilidade na porção infra orbital. O paciente foi informado do diagnóstico e necessidade de tratamento cirúrgico. Após exames laboratoriais e consentimento, foi submetido a procedimento composto por: acesso supratarsal, exposição da fratura, redução, checagem da projeção e fixação utilizando miniplaca 2.0 mm. Procedeu-se a nova checagem da posição do zigoma onde verificou-se a resolução do degrau na margem infraorbital. No controle pós-operatório, observou-se abertura bucal normal e restauração da projeção zigomática. Conclusão: Quando corretamente indicadas, as fixações em ponto único trazem benefícios como menores custos, menor morbidade, melhora da estética facial e redução do risco de ocorrer lesões sensoriais e o incômodo quando são utilizadas as miniplacas e parafusos.


Texto completo:

PDF