Conhecimento dos professores quanto ao manejo emergencial de traumatismo dentários

Hugo Pereira Vilela, Carla Oliveira Favretto, Talita Tartari, Natália Galvão Garcia

Resumo


Objetivo: Avaliar o nível de conhecimento e segurança de professores do ensino fundamental para em lidar com traumatismo de dentes permanentes, antes e após assistirem uma palestra educativa.

Materiais e Métodos: Os dados foram coletados por meio de questionários aplicados a professores de ensino fundamental de 1º a 9º ano do município de Mineiros-Go, antes e após assistirem uma palestra sobre traumatismo dental. Os dados obtidos foram submetidos à uma análise estatística descritiva, para verificar a frequência das respostas de cada questão antes e após a realização da palestra de orientação.

Resultados: A amostra foi composta por 32 professores do ensino fundamental de escolas privadas e estaduais do município de Mineiros-GO. Estes professores responderam a um questionário, o qual primeiramente avaliava o perfil do participante e em uma segunda parte avaliava o conhecimento do mesmo sobre traumatismo dentário. Apesar da maioria dos professores apresentar um bom tempo de experiência profissional e ter pós-graduação, 80% dos participantes relataram sentir-se despreparados para agir diante de um trauma dentário. Após as orientações fornecidas nas palestras educativas foram observados resultados bastante positivos, aumentando significativamente o número de participantes que se sentia preparado para socorrer um aluno com trauma dentário.

Conclusão: A falta de conhecimento dos professores em relação ao trauma dental foi evidente. Desse modo, a realização de palestras educativas para esse público mostrou ser de grande valia e imprescindível para o sucesso e longevidade do tratamento.

Palavras chave: Traumatismos dentários. Conhecimento. Educação em saúde.


Texto completo:

PDF