A implementação do uso dos sistemas rotatórios em endodontia

Gilson Blitzkow Sydney, Igor Menezes Santos, Antonio Batista, Alexandre Kowalczuck, Marili Doro Andrade Deonizio

Resumo


A introdução da técnica de instrumentação rotatória com instrumentos de níquel-titânio (NiTi) diminuiu o número de erros operatórios e aumentou a qualidade dos tratamentos endodôntico. Contudo, poucos trabalhos, no Brasil e no mundo, mostram a difusão do uso de técnicas rotatórias entre os profissionais que realizam endodontia. O presente estudo tem como objetivo analisar o grau de implementação do preparo de canais radiculares com sistemas rotatórios de NiTi na endodontia no Brasil. Para a coleta de dados, foi desenvolvido um questionário on-line autoaplicável composto por 16 questões, enviado para 250 endereços eletrônicos. Das 108 respostas obtidas, os dados analisados nos permitiram observar que 71% eram especialistas em endodontia e 26% estavam cursando a pós-graduação; 88% utilizavam instrumentação mecanizada e, desses, 55% combinavam a rotação contínua com a alternada e, 41% faziam uso apenas da rotação contínua. O risco de fratura e custo operacional foram os principais motivos abordados para a não implementação dos sistemas rotatórios de NiTi em endodontia.


Texto completo:

PDF