Comparação in vitro da sorção e da solubilidade de quatro materiais restauradores provisórios em endodontia

Maryana Krüger de Lima Brombatti, Graziella Pelegrini, Fernando Branco Barletta, Caroline Zanesco

Resumo


Objetivo: Este estudo comparou as propriedades de sorção e solubilidade de materiais restauradores provisórios utilizados em endodontia. Material e método: Foram confeccionados 60 corpos de prova, divididos em quatro grupos: G1-IRM® (Dentsply), G2- Coltosol® (Coltene), G3- Riva Light Cure® (SDI), G4 Clip F® (Voco) e pesados após 24h em balança analítica de precisão. Após, foram imersas em água destilada por 12 dias e pesados novamente. Retornaram à estufa a 37 °C por 24h. Resultados: Apresentaram diferenças estatisticamente significativas entre os grupos para sorção e solubilidade. O grupo G4 apresentou menor grau de sorção com diferença estatística dos demais grupos (0,0000087). Os níveis de sorção, encontrados nos grupos G3 (0,0000313) e G1 (0,0000493), apresentam-se estatisticamente semelhantes entre si e o G2 (0,0000573) foi estatisticamente semelhante ao G1(0,0000493). Quanto à solubilidade, G1 (0,0000107) apresentou o menor nível com diferença estatística em relação aos demais grupos. Os valores de solubilidade, em ordem crescente, foram verificados respectivamente nos grupos G4 (-0,0000213), G3 (-0,000064) e G2 (-0,0002693). Conclusões: 1. Materiais provisórios fotoativados apresentaram os menores resultados quanto à sorção de água; 2. Compostos à base de óxido de zinco e eugenol apresentaram o menor nível de solubilidade comparado com todos os outros materiais provisórios e 3 - compostos livres de eugenol de uso imediato obtiveram os maiores valores tanto de sorção quanto de solubilidade.Palavras-chave: material restaurador provisório; sorção e solubilidade.


Texto completo:

PDF