Análise do EDTA Tetrassódico associado ao hipoclorito de sódio no preparo biomecânico dos canais radiculares e em protocolos de irrigação final

Victor de Moraes Cruz, Murilo Priori Alcalde, Talita Tartari, Bruno Martini Guimarães, Rodrigo Ricci Vivan, Marco Antonio Hungaro Duarte

Resumo


Introdução: O objetivo deste estudo foi avaliar a associação do hipoclorito de sódio e EDTANa4 como irrigante comparado ao EDTANa3 quanto a capacidade de limpeza, preparo biomecânico e na irrigação final, associados ou não com a agitação ultrassônica. Materiais e Método: Foram utilizados 40 pré-molares inferiores, instrumentados e analisados em MEV para comprovar a formação de smear-layer. Realizou-se então os protocolos de irrigação utilizando diferentes associações, associadas ou não a agitação ultrassônica. Resultados: O EDTA trissódico agitado ou não com ultrassom, favoreceu limpeza significante (P<0.05) apenas nos terços médio e cervical, enquanto que para o EDTA tetrassódico sem agitação a limpeza foi significante (P<0.05) apenas no terço médio. Comparando os irrigantes, independente do método de irrigação, houve diferença estatisticamente significante (P<0.05) apenas no terço médio na comparação entre o EDTA trissódico pela irrigação convencional e EDTA tetrassódico pela irrigação convencional. Conclusão: O EDTA trissódico favoreceu uma melhor limpeza em relação ao EDTA tetrassódico, principalmente no terço médio. Além disso, a agitação ultrassônica não favoreceu melhor limpeza de parede em relação à irrigação convencional.


Texto completo:

PDF