Ir para o menu de navegação principal Ir para o conteúdo principal Ir pro rodapé

Pesquisa Científica

v. 26 n. 77 (2017): ROBRAC

Análise da precisão do exame de Tomografia Computadorizada de Feixe Cônico na determinação do comprimento de trabalho durante a terapia endodôntica

  • Helder Fernandes de Oliveira+
  • Iussif Mamede-Neto
  • Eduardo Fernandes de Castro
  • Gustavo Silva Chaves
  • Orlando Aguirre Guedes
  • Alvaro Henrique Borges
  • Daniel de Almeida Decurcio
DOI
https://doi.org/10.36065/robrac.v26i77.1086
Enviado
setembro 6, 2016
Publicado
maio 15, 2017

Resumo

Objetivo: Comparou-se ex vivo, a acurácia do localizador foraminal eletrônico e da tomografia computadorizada de feixe cônico na determinação do comprimento de trabalho durante a terapia endodôntica.  Material e Método: Foram selecionados 24 dentes humanos unirradiculares, sendo que a medida real do comprimento de trabalho foi obtida com uma lima tipo K-file posicionada até a porção mais cervical do forame apical. Em seguida foi realizada a tomografia e posteriormente a utilizou-se o localizador foraminal eletrônico, para o qual os dentes foram incluídos em recipientes contendo alginato, juntamente com o grampo labial do localizador. Resultados: Não foram observadas diferenças significativas entre as medidas realizadas por medição real (lima) e localizador (p = 0,742 ou p > 0,05); entre as medidas realizadas por medição real (lima) e tomografia (p = 0,742 ou p > 0,05); e entre as medidas realizadas por localizador e tomografia (p = 0,694 ou p > 0,05). Conclusões: O método eletrônico e a tomografia apresentaram acurácia satisfatória, representando uma alternativa eficaz para a obtenção de um correto comprimento de trabalho.