Ir para o menu de navegação principal Ir para o conteúdo principal Ir pro rodapé

Pesquisa Científica

v. 26 n. 79 (2017): ROBRAC

Análise da erosão da dentina radicular após irrigação com hipoclorito de sódio em diferentes concentrações por meio de microscopia eletrônica de varredura

DOI
https://doi.org/10.36065/robrac.v26i79.1165
Enviado
maio 15, 2017
Publicado
setembro 12, 2017

Resumo

Objetivo: Avaliar a erosão dentinária após a irrigação com hipoclorito de sódio (NaOCl) em diferentes concentrações por meio de microscopia eletrônica de varredura (MEV). Material e método: Foram utilizados doze dentes humanos unirradiculares divididos em 4 grupos (n=3) conforme solução utilizada: NaOCl 1%, NaOCl 2,5%, NaOCl 5,0% e água destilada (controle). Todos os canais radiculares foram preparados utilizando o sistema BioRace, irrigados com a solução do grupo correspondente e EDTA 17%. Ranhuras longitudinais foram preparadas para clivar as raízes. Os espécimes foram avaliados em MEV. A erosão dentinária foi analisada e registrada considerando os seguintes scores: Score 1 - não houve erosão na dentina; score 2 - erosão moderada e score 3 - erosão severa. Resultado: Praticamente não observou-se erosão (score 1) no grupo preparado com água destilada, em contrapartida, o grupo de dentes que foram irrigados com NaOCl 5%, obteve a maior prevalência de erosão severa (score 3). No grupo irrigado com NaOCl 1% houve prevalência de score 1 no terço cervical e de score 2 no terço médio, já no terço apical os 3 scores foram observados. No grupo irrigado com a solução de hipoclorito de sódio a 2,5% houve erosão dentinária predominantemente moderada (score 2) em todos os terços. Conclusão: A erosão dentinária foi diretamente proporcional à concentração de hipoclorito de sódio.