Ir para o menu de navegação principal Ir para o conteúdo principal Ir pro rodapé

Relato de Caso

v. 19 n. 50 (2010): ROBRAC

Fechamento de fístula buco-sinusal usando tecido adiposo bucal

  • Osvaldo Magro Filho
  • Eleonor Álvaro Garbin Jr
  • Paulo Domingos Ribeiro Jr
  • Francielly Andressa Felipetti
DOI
https://doi.org/10.36065/robrac.v19i50.126
Enviado
março 30, 2010
Publicado
outubro 25, 2010

Resumo

A Fístula Buco-Sinusal é uma ocorrência patológica comum, caracterizada pela comunicação do seio maxilar com a cavidade bucal durante extrações dentárias de elementos superiores posteriores cujas raízes possuem íntima relação com o seio maxilar. Este estudo tem por objetivo esclarecer ao Cirurgião Dentista quanto aos possíveis fatores etiológicos responsáveis por tal complicação, identificar seus sinais clínicos e radiográficos, explicar a anatomia e o funcionamento do Corpo Adiposo Bucal bem como descrever a técnica cirúrgica adotada frente a esses casos. Para isso, os autores apresentam o caso clínico de uma paciente com fístula buco-sinusal pós exodontia do primeiro molar superior direito permanente. O tratamento da fístula buco-sinusal utilizando o tecido adiposo bucal é um método cirúrgico seguro e eficaz, pois esse elemento apresenta um rico suprimento sanguíneo e um acesso fácil. Essa técnica cirúrgica apresenta um alto índice de sucesso, baixo risco de infecção, proporciona um pós-operatório confortável para o paciente e não modifica a profundidade do sulco vestibular, evitando a necessidade de um segundo procedimento cirúrgico para a reabilitação protética do paciente. Contudo, ela precisa ser realizada apropriadamente para que tenha mínima incidência de falhas e isso requer certo cuidado por parte do profissional.