Ir para o menu de navegação principal Ir para o conteúdo principal Ir pro rodapé

Pesquisa Científica

v. 30 n. 89 (2021): ROBRAC 30 anos

Estagiários em um ambiente escolar: análise político-pedagógica das experimentações vivenciadas

  • Luiz Eduardo de Almeida+
  • Marília Nalon Pereira
  • Vitória Celeste Fernandes Teixeira do Carmo
  • Beatriz de Pedro Netto Mendonça
  • Letícia Ladeira Bonato
  • Nathália Vianelli Maurício
  • Maria Fernanda Lamim Fuhrmann
  • Maria Paula Furtado Sequeto
  • Nathan Silva Pena Medina
  • Pedro Elio Rocha Caniato
  • Rayane Norberto Tavares
DOI
https://doi.org/10.36065/robrac.v30i89.1351
Enviado
setembro 6, 2019
Publicado
fevereiro 18, 2021

Resumo

Objetivo: analisar as significâncias político-pedagógicas de vivências experimentadas por estagiários de um curso de Odontologia em um ambiente escolar. Material e Método: Estudo qualitativo transversalmente estruturado sob estratégia narrativo-descritiva e moldado à técnica argumentativa. Resultados: o “Estágio de Clínica Integrada em Atenção Primária” foi didaticamente sistematizado em dois períodos, “Pré-intervenção” e “Intervenção”. Do primeiro, se desvendaram duas ações, a “Contextualização dos acadêmicos estagiários” e a “Estruturação, Ambientalização e Levantamento de necessidades do ambiente de trabalho”. Já o segundo foi guiado pela lógica pedagógica do instrumento “TPC” (Teorizar-Praticar-Criticar), onde todas as ações programadas seguiram a lógica ativa do planejamento estratégico, ou seja, contextualizadas às realidades do cenário de prática (ambiente escolar). Conclusão: Das experimentações vivenciadas algumas inferências se destacaram: a efetividade do instrumento “TPC” no direcionamento dos acadêmicos estagiários no planejamento estratégico de ações de educação em saúde; o reconhecimento do ambiente escolar como território fértil para o desenvolvimento de atividades promotoras de saúde; a importância de se disseminar, em espaços científicos, os aprendizados advindos de experimentações práticas de estágios.