Ir para o menu de navegação principal Ir para o conteúdo principal Ir pro rodapé

Relato de Caso

v. 30 n. 89 (2021): ROBRAC 30 anos

Técnica de cópia de próteses totais para pacientes idosos: relato de caso

DOI
https://doi.org/10.36065/robrac.v30i89.1411
Enviado
maio 22, 2020
Publicado
fevereiro 6, 2021

Resumo

A técnica de cópia de próteses totais (PT), reconhecida como “copy denture”, tem como principal benefício potencializar uma rápida adaptação ao novo par de próteses, uma vez que este irá possuir um formato já conhecido pelo paciente, mantendo tanto a posição dos dentes quanto sua dimensão vertical de oclusão. Apesar de haver relatos na literatura, esta técnica é pouco difundida e, muitas vezes, não é considerada como opção de tratamento em casos de pacientes idosos com maiores dificuldades potenciais de se adaptarem a novas próteses totais. Desta forma, o objetivo deste relato de caso é descrever o tratamento com próteses totais maxilar e mandibular utilizando-se a técnica de cópia. A primeira etapa consistiu na inclusão das próteses existentes em silicone extra duro laboratorial, seguido da confecção da base de prova com resina acrílica auto-polimerizável invertida no molde de silicone e, por último, o preenchimento da porção dentada do molde com cera 7 aquecida em fase líquida. A cópia em cera da prótese foi utilizada para averiguação em boca da relação maxilomandibular, do padrão oclusal, da dimensão vertical de oclusão (DVO) e também para realização da moldagem funcional com silicone de adição fluido. Os modelos de trabalho foram confeccionados e o conjunto foi montado em articulador semi ajustável para montagem dos dentes em cera. Em seguida, foi realizada a prova dos dentes em cera e verificação da oclusão, suporte de lábio e corredor bucal. Com a aprovação da paciente, as PTs seguiram para etapa de acrilização. Após instalação das próteses e finalização do tratamento reabilitador a paciente relatou uma mudança significativa na retenção e estabilidade de suas novas próteses, além de conforto e facilidade em se adaptar com o novo par de próteses. O caso foi acompanhado por 6 meses sem o surgimento de novas lesões em mucosa ou queixas da paciente. A técnica de cópia de próteses totais (“copy denture”) demonstrou ser um método de confecção de PTs simplificado, com reduzidas etapas clínicas e laboratoriais, sendo uma possível alternativa à técnica convencional, especialmente para pacientes idosos que apresentam próteses totais sem alterações significativas.