Ir para o menu de navegação principal Ir para o conteúdo principal Ir pro rodapé

Pesquisa Científica

v. 29 n. 88 (2020): ROBRAC

Determinação da umidade relativa do campo operatório com isolamento absoluto, modificado e relativo – estudo piloto

DOI
https://doi.org/10.36065/robrac.v29i88.1465
Enviado
setembro 3, 2020
Publicado
setembro 11, 2020

Resumo

Objetivo: Determinar a umidade relativa (UR) do ar ao nível da borda incisal dos incisivos centrais superiores sob diferentes técnicas de isolamento do campo operatório. Material e Métodos: As medições de UR foram realizadas com um termo-higrômetro digital. Quatro pacientes foram selecionados e submetidos a três diferentes técnicas de isolamento: 1- isolamento absoluto; 2- isolamento modificado; 3- isolamento relativo. Nas técnicas de isolamento modificado e relativo foram ainda colocados dispositivos de aspiração por compressor e por bomba a vácuo, para verificação de sua influência na UR. Após o isolamento, o higrômetro foi posicionado ao nível da borda incisal dos incisivos centrais superiores e as medidas de UR foram registradas e calculadas as médias. Resultados: A UR do ambiente no dia das aferições foi de 31%. As medições com isolamento relativo apresentaram média de 98%. O uso de aspiração reduziu os valores de UR para 86% com compressor e 69% com bomba a vácuo. As medições realizadas com isolamento modificado apresentaram valores que variaram de 31% a 95%, dependendo do uso de sistemas de aspiração, enquanto as obtidas sob isolamento absoluto apresentaram um valor médio de 33%. Conclusões: As medições demonstram que a UR se encontra quase totalmente saturada ao nível de incisivos centrais superiores com isolamento relativo, enquanto os valores obtidos com o isolamento absoluto demonstram que é verdadeiramente absoluto, propiciando as melhores condições para os procedimentos clínicos.