Ir para o menu de navegação principal Ir para o conteúdo principal Ir pro rodapé

Pesquisa Científica

v. 17 n. 44 (2008): ROBRAC

Variabilidade intra e interobservador no diagnóstico radiográfico de lesões periapicais de origem inflamatória

  • FS Cunha
  • AT Galina
  • CE Mahl
  • VRC Fontanella
DOI
https://doi.org/10.36065/robrac.v17i44.38
Enviado
março 20, 2010
Publicado
março 21, 2010

Resumo

Para avaliar a concordância e a acurácia no diagnóstico da situação do periápice de molares e prémolares inferiores portadores ou não de patologia periapical, quarenta radiografias periapicais, vinte de dentes com vitalidade pulpar e sem radiolucências periapicais e vinte de dentes com necrose pulpar foram selecionadas, digitalizadas em scanner no modo 8 bits, com resolução de 300 dpi e armazenadas no formato JPEG 12. As imagens digitalizadas foram apresentadas no formato de slides com fundo preto no programa PowerPoint, sendo projetadas em equipamento multimídia para vinte observadores, alunos de dois grupos de pós-graduação de uma mesma instituição de ensino, simultaneamente, com repetição de 20% dos casos. Os observadores apresentaram ampla variação do percentual de concordância entre diagnósticos repetidos, contudo, quando agrupados por especialidade, endodontistas e radiologistas apresentaram percentuais de concordância de 62,50 e 66,25%, respectivamente. A concordância interobservadores foi superior entre os alunos de Radiologia, comparados aos de Endodontia (Kendall´s W= 0,816 e 0,662 respectivamente). Em relação à especificidade, observou-se desempenho idêntico para os dois grupos (70 a 95%), contudo os alunos de Radiologia apresentaram sensibilidade ligeiramente superior (70 a 95%). A variabilidade, tanto intra quanto inter observador, verificada pelas analises realizadas pelos alunos da mesma especialidade sugere que os critérios de interpretação de imagens radiográficas devam ser enfatizados e um maior treinamento aplicado nos cursos de pós-graduação.