Ir para o menu de navegação principal Ir para o conteúdo principal Ir pro rodapé

Pesquisa Científica

v. 17 n. 44 (2008): ROBRAC

Causas de extrações dentárias em uma população da região metropolitana do Rio Grande do Sul

  • Thiago Calcagnotto
  • Fernanda Visioli
  • Deise Ponzoni
DOI
https://doi.org/10.36065/robrac.v17i44.39
Enviado
março 20, 2010
Publicado
março 21, 2010

Resumo

As causas das extrações dentárias podem fornecer informações sobre a prevalência das doenças

bucais. Tendo isso em vista, o presente estudo teve como objetivo traçar o perfil dos pacientes atendidos de acordo com as causas de exodontia. O estudo foi delineado de forma observacional descritiva, sendo realizado na disciplina de Exodontia I e baseado em dados obtidos através da análise de 531 fichas que contêm anamnese, exame físico, radiográfico e a descrição dos procedimentos realizados correspondendo a um ano de atendimentos nesta disciplina. Houve maior participação feminina (61,4%) em comparação a masculina (38,6%). Um total de 710 dentes foram extraídos de 399 pacientes. A principal causa de extrações dentárias foi a cárie (75%), seguida da doença periodontal (9%). A média de dentes extraídos foi maior em homens. Maior número de exodontias ocorreu em molares, sendo que estes também foram os dentes mais

extraídos por cárie. Os achados do presente estudo sugerem a implementação de políticas preventivas com o intuito de reduzir a cárie dentária para, conseqüentemente, diminuir a necessidade de extrações dentárias, uma vez que estas constituem um problema de saúde pública.