Ir para o menu de navegação principal Ir para o conteúdo principal Ir pro rodapé

Pesquisa Científica

v. 19 n. 48 (2010): ROBRAC

Saúde Bucal no Brasil: uma Nova Política de Enfrentamento para a Realidade Nacional

  • Nemre A. Saliba
  • Suzely A. S. Moimaz
  • Cristina B. Fadel
  • Livia S. Bino
Enviado
abril 21, 2010
Publicado
abril 21, 2010

Resumo

A implantação de Centros de Especialidades Odontológicas (CEO) no Brasil constitui-se atualmente em uma das principais frentes da Política Nacional de Saúde Bucal, cujo desafio é ampliar e qualificar a oferta de serviços odontológicos especializados. Com o objetivo de analisar a implantação e a distribuição geográfica dos CEO no Brasil e relacionálas com indicadores de saúde bucal e indicadores sociais amplos desenvolveu-se este estudo, fruto da exploração de fontes secundárias. Os resultados obtidos mostram que o Brasil conta atualmente com 339 CEO implantados, distribuídos de forma relativamente homogênea em 283 dos 5.560 municípios brasileiros, presentes nas cinco Grandes Regiões. A maioria dos CEO encontra-se implantada em municípios de grande porte. Os dados expuseram que as regiões Sudeste, Centro-Oeste e Nordeste obtêm as maiores porcentagens de municípios cobertos pelos CEO (7,6%; 6,5%; 6,1%, respectivamente), enquanto as regiões Norte e Sul apresentam as menores taxas de cobertura (4,0% e 4,5%, respectivamente). Com relação às necessidades sociais e de saúde bucal da população, as regiões Norte e Nordeste são portadoras das condições menos favoráveis, situação contrária às regiões Sul, Sudeste e Centro-Oeste que apresentam as melhores condições. Embora os resultados da implantação dos CEO no Brasil sejam ainda tímidos, frente às características geográficas e populacionais do país e à necessidade de expansão de serviços odontológicos de maior complexidade, esta iniciativa representa um avanço real na reorganização da prática odontológica.