Ir para o menu de navegação principal Ir para o conteúdo principal Ir pro rodapé

Relato de Caso

v. 19 n. 49 (2010): ROBRAC

Reabilitação Conservadora com Prótese Adesiva Reforçada Por Fibra de Vidro - Princípios, Técnicas e Resultados

  • Rodrigo Borges Fonseca
  • Gleyce Kelly J Neves
  • Eloisa Helena A. G. Sousa
  • Carolina Assaf Branco
  • Paulo Sérgio Quagliatto
  • Túlio Marcos Kalife Coelho
  • Lawrence Gonzaga Lopes
Enviado
julho 10, 2010
Publicado
julho 27, 2010

Resumo

O objetivo deste trabalho é apresentar os princípios, técnicas (laboratorial e clinica) e resultados da reabilitação por prótese adesiva em resina composta reforçada com fibra de vidro. Paciente do gênero feminino, 23 anos, com ausência do 36, 35 íntegro e 37 com restauração em amálgama classe I, compareceu à universidade para tratamento. Preparos expulsivos OD e MO foram executados nos dentes 35 e 37, respectivamente, sendo que no 37 aproveitou-se a cavidade deixada após remoção do amálgama. A moldagem final, em passo único, foi realizada e o provisório confeccionado com resina acrílica. Na fase laboratorial, utilizou-se o sistema de fibra de vidro Fibrex-Lab (Angelus) e a resina microhíbrida Natural Look (DFL), nas cores A3 e A2, de esmalte e dentina. A prótese foi jateada internamente com óxido de alumínio, silanizada e após acabamento e polimento, foi cimentada adesivamente com Single Bond 2 e Rely-X (3M-ESPE). Após, foi feito ajuste oclusal e repolimento com pastas diamantadas. O caso resultou em uma solução conservadora, pois houve economia de desgaste no dente 35, que era hígido, e do 37 que aproveitou o preparo prévio da restauração existente. Os materiais empregados possibilitaram a recuperação da função mastigatória e estética, e o ajuste da oclusão garantiu conforto e possibilidade de maior longevidade ao tratamento.  A obediência aos princípios de preparo, concepção e critério para inclusão de fibras, planejamento protético, princípios adesivos e correta seleção dos materiais garantiram excelente resultado estético e funcional.