Ir para o menu de navegação principal Ir para o conteúdo principal Ir pro rodapé

Pesquisa Científica

v. 19 n. 49 (2010): ROBRAC

Efeito Antimicrobiano e Citotóxico do Óleo Essencial de Cymbopogon citratus Sobre Células Odontoblastóides

  • Fernanda S. Vargas
  • Camila F. Oliveira
  • Elisa M. A. Giro
  • Luis V. S. Sacramento
  • Denise M. P. Spolidorio
  • Carlos Alberto S. Costa
Enviado
julho 10, 2010
Publicado
julho 27, 2010

Resumo

O objetivo deste trabalho foi avaliar a atividade antimicrobiana e o efeito citotóxico do óleo essencial (OE) de capim-limão (Cymbopogon citratus). A partir do método de difusão em ágar, diferentes concentrações de OE (0,1%; 0,2% e 1%), e soluções controle (clorexidina (Chx), água destilada (Ad) e álcool de cereais (Ac) foram aplicados sobre culturas de Candida albicans (C.a), Streptococos mutans (S.m), Streptococos sobrinus (S.sob) e Lactobacilus acidofilus (L.a). Para C.a, S.m e S.sob, os maiores halos de inibição, em ordem decrescente foram: Chx, Ac e óleo 1%, sendo os dois últimos semelhantes estatisticamente (Mann-Whitney, p>0,05). Para L.a, o maior halo de inibição foi observado para a Chx, seguido do óleo a 1%, 0,2%, 0,1% e Ac. Para avaliação da citotoxicidade foram determinados os seguintes grupos: OE a 0,1%; G2: OE puro; G3 (controle positivo): H2O2; G4: álcool de cereais (Ac); e G5 (controle negativo): meio de cultura (DMEM). As soluções foram aplicadas sobre cultura de células MDPC-23 (30.000 células/cm2) semeadas em placas de 24 wells. O metabolismo celular foi avaliado pelo teste do MTT. Considerando G5 como 100% de metabolismo celular, foi observado para os grupos G1, G2, G3, e G4 uma redução percentual no metabolismo das células de 29,6%; 82%; 81,2%; e 33,4%, respectivamente. Concluiu-se que o OE a 0,1% foi capaz de inibir o crescimento das cepas avaliadas e de causar discreta citotoxicidade sobre células odontoblastóides MDPC-23.