Ir para o menu de navegação principal Ir para o conteúdo principal Ir pro rodapé

Pesquisa Científica

v. 19 n. 49 (2010): ROBRAC

Avaliação da Microinfiltração Coronária de Três Materiais Utilizados na Restauração Provisória da Cavidade Endodôntica: Estudo in Vitro

  • Fábio Heredia Seixas
  • Douglas Cecchin
  • Antônio Miranda Cruz Filho
  • Luis Pascoal Vansan
  • Ricardo Gariba Silva
  • Jesus Djalma Pécora
Enviado
julho 10, 2010
Publicado
julho 12, 2010

Resumo

O objetivo deste trabalho foi avaliar a capacidade seladora de um material restaurador provisório, Villevie, e de uma resina composta, Tetric Ceram, associada a dois tipos de sistema adesivos, XENO III e Single Bond. Quarenta incisivos inferiores unirradiculares foram distribuídos em três grupos de dez dentes cada e cinco dentes para cada grupo controle, positivo e negativo. Os espécimes, após a cirurgia de acesso, foram preparados por meio de sistema de instrumentação rotatória e irrigados com água destilada e deionizada. A porção externa dos dentes foi impermeabilizada até 2 mm aquém da margem externa da cirurgia de acesso. Colocou-se no interior do canal radicular um cone de papel seguido de uma pensa de algodão impregnados com solução alcoólica de dimetilglioxima 1%. A cavidade endodôntica foi selada de acordo com os seguintes grupos: GA- sistema adesivo autocondicionante XENO III + resina composta; GB- sistema adesivo Single Bond + resina composta; e GC- selador provisório. Os espécimes foram imersos em recipientes contendo solução de sulfato de níquel 5% e submetidos à ciclagem térmica por 72h. Os testes de Kruskal-Wallis e Dunn foram utilizados para análise dos resultados com nível de 5% de significância. O menor nível de microinfiltração foi observado no grupo do restaurador provisório (GC), com diferença estatística significante em relação aos demais grupos (P<0,001). Os grupos A e B mostraram-se semelhantes ao controle positivo (P>0,05), com os maiores índices de microinfiltração. Concluiu-se que nenhum dos materiais avaliados foi capaz de impedir a microinfiltração coronária.