Ir para o menu de navegação principal Ir para o conteúdo principal Ir pro rodapé

Pesquisa Científica

v. 19 n. 50 (2010): ROBRAC

Influência do Alargamento do Canal Sobre o Selamento Apical da Obturação dos Canais Radiculares

  • Ronaldo Araújo Souza
  • Brice Teresa Bastos Barreto
  • Suely Colombo Nelli Gomes
  • João da Costa Pinto Dantas
  • Maurício Lago
  • Marco Antônio Hungaro Duarte
DOI
https://doi.org/10.36065/robrac.v19i50.440
Enviado
julho 10, 2010
Publicado
julho 28, 2010

Resumo

Avaliou-se a relação do alargamento do canal com a qualidade do selamento da obturação. No grupo I (n=17) os canais foram preparados utilizando-se a regra do 1+4, ou seja, um instrumento inicial que se ajustava no comprimento de trabalho e mais quatro em ordem crescente de calibre. No Grupo II (n=17) a instrumentação foi feita da mesma forma que no grupo I, seguida do uso das brocas Gates-Glidden # 2, 3 e 4 nos terços cervical e médio e do escalonamento ápice-coroa com três limas subsequentes à última usada no comprimento de trabalho. Os dois grupos foram obturados pela técnica da condensação lateral, com cimento à base de óxido de zinco e eugenol, e colocados em azul de metileno durante 72 horas, após o que se avaliou a qualidade do selamento através da infiltração linear do corante no sentido ápice-coroa. A análise estatística dos resultados mostrou que não houve diferença na infiltração entre os grupos. A conclusão a que se pode chegar é que o alargamento do canal não melhora o selamento apical da obturação.