Ir para o menu de navegação principal Ir para o conteúdo principal Ir pro rodapé

Pesquisa Científica

v. 19 n. 49 (2010): ROBRAC

Avaliação qualitativa do preparo de canais radiculares realizado “in vitro” com instrumentos rotatórios de níquel - titânio RaCe e K3

  • Lúcia Mota Carvalho
  • Julio Almeida Silva
  • Daniel de Almeida Decurcio
  • Mariana Borges Crosara
  • Ana Helena Gonçalves Alencar
Enviado
julho 29, 2010
Publicado
julho 30, 2010

Resumo

O objetivo do presente estudo foi analisar a conicidade e regularidade dos canais radiculares preparados com instrumentos rotatórios de níquel-titânio Race® e K3®, utilizando contra ângulo redutor Dentflex®. O experimento envolveu canais mesiais de trinta molares humanos, superiores e inferiores, sendo aleatoriamente distribuídos em dois grupos de quinze, de acordo com os dois tipos de instrumentos rotatórios: RaCe® e K3®. A partir de então, realizou-se a moldagem dos canais radiculares, para em seguida submeter os dentes a desmineralização em ácido clorídrico a 35%, obtendo dessa forma o molde dos mesmos. Esses moldes foram analisados, onde se verificou a conicidade e regularidade dos canais radiculares preparados. Os dados foram tabulados e submetidos à análise estatística por meio dos testes de Mann-Whitney e Qui-quadrado. Os resultados obtidos indicam a predominância de formas regulares cônicas, em todos os terços (cervical, médio, apical), nos sentidos mésio vestibular e mésio lingual e palatino dos canais preparados com os instrumentos Race® e K3, mas houve diferença estatisticamente significante entre  o número de ocorrência da forma irregular cilíndrica nos moldes dos canais mésio- vestibulares inferiores, preparados com os instrumentos RaCe.