Ir para o menu de navegação principal Ir para o conteúdo principal Ir pro rodapé

Pesquisa Científica

v. 17 n. 44 (2008): ROBRAC

Avaliação de cinco parafusos de intermediários protéticos implantodônticos submetidos ao teste industrial de corrosão Salt-Spray

  • Antonio Ricardo Calazans Duarte
  • Wellington Cardoso Bonachela
  • Arcelino Farias Neto
  • Miguel Leandro
DOI
https://doi.org/10.36065/robrac.v17i44.47
Enviado
março 20, 2010
Publicado
março 21, 2010

Resumo

Neste trabalho “in vitro” foi realizado um ensaio de corrosão, chamado Teste Industrial de Corrosão – Salt Spray, onde foram avaliados 05 parafusos de fixação de intermediários isolados, das marcas comerciais Conexão®, Emfils®, INP®, SIN® e Titanium Fix®, durante um período de 1152 horas, por 48 dias. Durante este período os parafusos permaneceram em condições ótimas para desenvolvimento de processo corrosivo, ou seja, em contato com cloreto de sódio, na forma de névoa úmida, com temperatura e pressão controlada (Normas ABNT NBR 8094 e ASTM B117). Para a análise dos resultados foram utilizadas análises visuais, duas vezes por dia e a espectroscopia por difusão de energia, como também a microscopia eletrônica de varredura. Baseados nos resultados obtidos, os autores concluíram que os parafusos para intermediários do tipo cônico das cinco marcas comerciais participantes do estudo não apresentaram indícios de atividade corrosiva ao Teste Industrial de Corrosão “Salt-spray”.