Ir para o menu de navegação principal Ir para o conteúdo principal Ir pro rodapé

Revisão da Literatura

v. 19 n. 50 (2010): ROBRAC

Patógenos periodontais: comparação entre cultura bacteriana e PCR em tempo real para teste diagnóstico

  • Telma Blanca Lombardo Bedran
  • Marianne Nicole Marques Nogueira
  • Luis Carlos Spolidorio
  • Carlos Estrela
  • Denise Madalena Palomari Spolidorio
DOI
https://doi.org/10.36065/robrac.v19i50.496
Enviado
outubro 16, 2010
Publicado
outubro 16, 2010

Resumo

A correta distinção dos microrganismos envolvidos na patogênese da doença periodontal, torna-se importante para o entendimento da sua progressão e adequado plano de tratamento. Métodos de identificação e quantificação foram desenvolvidos e são considerados extremamente sensíveis e precisos na caracterização das espécies bacterianas. Com isso a presente revisão mostra trabalhos existentes na literatura, os quais analisaram comparativamente os métodos de Reação em Cadeia da Polimerase em tempo real (qPCR) e cultura bacteriana com objetivo na identificação de periodontopatógenos. Através do método de cultura bacteriana é possível a identificação de novos microrganismos e realização de testes de sensibilidade a antibióticos. O qPCR é um teste microbiológico que identifica e quantifica espécies bacterianas, através da amplificação gênica de fragmentos de DNA pré-determinados, com alta sensibilidade, especificidade e dispendem menor tempo do operador quando comparados a cultura bacteriana. Assim para a escolha de um determinado teste diagnóstico deve-se levar em consideração não somente a sua precisão na identificação dos micro-organismos, mas também a relação custo-beneficio.