Ir para o menu de navegação principal Ir para o conteúdo principal Ir pro rodapé

Relato de Caso

v. 20 n. 55 (2011): ROBRAC

O uso da matriz dérmica acelular em periodontia: relato de dois casos clínicos

DOI
https://doi.org/10.36065/robrac.v20i55.508
Enviado
dezembro 16, 2010
Publicado
setembro 20, 2011

Resumo

O uso da matriz dérmica acelular (MDA) foi utilizado inicialmente na medicina em pacientes com queimaduras, e mais tarde veio a ser empregada na odontologia, em especial na Periodontia. Essa matriz dérmica acelular é proveniente de pele humana que sofre uma série de processos laboratoriais onde remove-se a epiderme e os componentes celulares da derme que possam levar a rejeição ou a transmissão de doenças. Objetivo: o deste trabalho foi demonstrar a utilização dessa matriz no recobrimento de áreas com recessões gengivais e no aumento da faixa de gengiva inserida. Material e Método: foram exibidos dois casos clínicos em que a MDA foi utilizada no recobrimento radicular e aumento da faixa de gengiva inserida com resultados satisfatórios. Conclusão: por meio de comparação entre os resultados obtidos e os trabalhos pesquisados na literatura pôde-se concluir que a MDA demonstrou que pode ser um substituto seguro para os enxertos gengivais autógenos para as indicações mencionadas.