Ir para o menu de navegação principal Ir para o conteúdo principal Ir pro rodapé

Pesquisa Científica

v. 17 n. 43 (2008): ROBRAC

Avaliação da atividade antiinflamatória de AINEs em tecido

  • Cristiano Castilho
  • Lucélio Bernardes Couto
  • Aline Evangelista Souza-Gabriel
  • Danyel Elias da Cruz Perez
  • Fábio Daumas Nunes
  • Antônio Miranda Cruz-Filho
DOI
https://doi.org/10.36065/robrac.v17i43.52
Enviado
março 20, 2010
Publicado
março 21, 2010

Resumo

O presente estudo avaliou a atividade antiinflamatória de antiinflamatórios não-esteroidais (AINEs) em tecido pulpar de ratos, por meio de microscopia óptica. Preparos cavitários foram realizados nos incisivos superiores de 40 ratos para a indução de processo inflamatório pulpar. Os animais foram distribuídos aleatoriamente

em 5 grupos segundo a medicação administrada: G1 - celecoxib; G2 - rofecoxib; G3 – diclofenaco de sódio; G4 - ibuprofeno e G5 - solução fisiológica (controle). A terapia com AINEs foi iniciada após 24 horas da realização da exposição pulpar. Nos períodos de 1, 3, 5 e 7 dias após o início da terapia medicamentosa, 2 animais de cada grupo foram sacrificados e tiveram seus dentes extraídos para a análise histológica do tecido pulpar. Os índices utilizados para avaliação qualitativa variaram de 1 (tecido quase regenerado) até 6 (inflamação severa). Os dados foram analisados por meio de Análise de Variância e teste de Tukey. Verificou-se que todos os medicamentos testados foram capazes de reduzir a inflamação quando comparados ao grupo controle. O grupo tratado com celecoxib apresentou os melhores resultados na redução do quadro inflamatório (p<0,01), seguido pelo rofecoxib e ibuprofeno, que se comportaram de maneira estatisticamente semelhantes entre si (p>0,01) e superiores ao diclofenaco de sódio (p<0,01).