Ir para o menu de navegação principal Ir para o conteúdo principal Ir pro rodapé

Pesquisa Científica

v. 20 n. 52 (2011): ROBRAC

Avaliação do planejamento para prótese parcial removível e da qualidade dos modelos e requisições enviados aos laboratórios

DOI
https://doi.org/10.36065/robrac.v20i52.537
Enviado
março 11, 2011
Publicado
março 16, 2011

Resumo

Objetivo Avaliar a qualidade dos modelos de gesso e requisições enviados a laboratórios de prótese dentária para confecção de Prótese Parcial Removível (PPR) e analisar o planejamento das estruturas metálicas a serem confeccionadas. Material e Método A amostra foi composta por modelos e requisições enviados por cirurgiões-dentistas a quatro laboratórios comerciais da cidade de Goiânia-GO, selecionados a partir de uma lista fornecida pela Vigilância Sanitária do Município. Para coleta de dados foi utilizado um roteiro estruturado. Os modelos foram identificados segundo a Classificação de Kennedy e as Regras de Applegate. Informações adicionais foram agrupadas nas seguintes categorias: condições gerais dos modelos (local de vazamento, material de moldagem, gesso, presença de bolhas nas superfícies de assentamento da PPR), requisição do trabalho ao laboratório (avaliadas segundo à clareza das informações nelas contidas) e planejamento da estrutura metálica (desenho, qualidade dos preparos dentários – nichos, planos guia, retenções). Resultados Foram avaliados 121 modelos, dos quais apenas 36(29,8%) possuíam requisição por escrito e somente 11(9,1%) possuíam indicação do desenho das estruturas metálicas. Foram verificadas bolhas positivas e/ou negativas em 85(70%) modelos. Apenas 22(18,2%) apresentavam nichos e 6(5%) possuíam evidências de preparos de planos guia. 76(62,8%) apresentavam paralelismo relativo das superfícies dos dentes pilares e em 74(61,2%) as retenções foram consideradas adequadas. Conclusões A qualidade dos modelos e requisições encaminhados aos laboratórios para confecção de PPR é precária. Na maioria dos casos, o planejamento da estrutura metálica é delegado ao técnico de prótese dentária e os preparos dentais básicos para PPR não são realizados.