Ir para o menu de navegação principal Ir para o conteúdo principal Ir pro rodapé

Pesquisa Científica

v. 17 n. 43 (2008): ROBRAC

Influência da conicidade de instrumentos endodônticos de NiTi na flexibilidade e no número de ciclos à fadiga

  • Hélio Pereira Lopes
  • Marco Aurélio Rodrigues Prado
  • Carlos Nelson Elias
  • Rivail Antônio Sérgio Fidel
  • Edson Jorge Lima Moreira
DOI
https://doi.org/10.36065/robrac.v17i43.54
Enviado
março 20, 2010
Publicado
março 21, 2010

Resumo

O objetivo deste trabalho foi avaliar a influência da conicidade de instrumentos endodônticos de NiTi mecanizados na flexibilidade, no número de ciclos para ocorrer a fratura por fadiga e no comprimento do segmento fraturado. Foram utilizados 30 instrumentos K3 (Sybron Dental Specialyties, Kerr, México) de número 25, comprimento de 25 mm e conicidade de 0,02 – 0,04 e 0,06 mm/mm. A flexibilidade dos instrumentos foi avaliada em ensaio de flexão em cantilever. O número de ciclos para ocorrer a fratura por fadiga foi determinada em ensaio de flexão rotativo. Os resultados obtidos indicaram que a flexibilidade e a vida em fadiga diminuiu com o aumento da conicidade e o comprimento do segmento fraturado aumentou com o aumento da conicidade dos instrumentos.