Ir para o menu de navegação principal Ir para o conteúdo principal Ir pro rodapé

Pesquisa Científica

v. 16 n. 42 (2007): ROBRAC

Prevalência de arcadas parcialmente desdentadas de pacientes atendidos na Faculdade de Odontologia – UFG de 1994 a 2004a.

  • Ricardo Alexandre Zavanelli
  • Adérico Santana Guilherme
  • Leidiane Rosa Tavares
DOI
https://doi.org/10.36065/robrac.v16i42.63
Enviado
março 23, 2010
Publicado
março 23, 2010

Resumo

Os sistemas de classificação podem melhorar a comunicação entre os profissionais e facilitar a elaboração do planejamento e prognóstico. Assim, o objetivo desse estudo foi de verificar topograficamente a prevalência de espaços protéticos em arcadas parcialmente desdentadas, registradas em prontuários clínicos da Faculdade de Odontologia da Universidade Federal de Goiás no período de 1994 a 2004. Os resultados evidenciaram um total de 1684 pacientes durante o período de avaliação, sendo 67,2% do sexo feminino e 32,8% do sexo masculino. A localização das arcadas parcialmente desdentadas foi de 55,3% na região inferior e 44,7% na região superior. Houve uma prevalência de 58,1% de arcadas do tipo classe III, 21,3% de classe II, 18,5% de classe I e apenas 2,1% de arcadas desdentados do tipo classe IV.