Ir para o menu de navegação principal Ir para o conteúdo principal Ir pro rodapé

Relato de Caso

v. 23 n. 65 (2014): ROBRAC

Associação de técnicas para reconstrução de deformidade nasal

Enviado
março 7, 2012
Publicado
agosto 18, 2014

Resumo

Objetivo: este artigo relata uma técnica de reabilitação por prótese nasal constituída externamente por uma camada de silicone aderida a uma base de resina acrílica. Material e método: o paciente J.A. de 62 anos apresentava perda da estrutura externa do nariz por carcinoma espinocelular. Após moldagem e obtenção do modelo facial, foi feito o enceramento da prótese nasal. O modelo do nariz em cera, após ter sido remodelado no paciente, foi duplicado e um dos modelos incluído em mufla para microondas para eliminação da cera e polimerização da peça em resina acrílica com pigmentação intrínseca. Esta foi reduzida em espessura e realizadas perfurações que serviram de retenção para o silicone que recobriu toda a porção externa da peça. O silicone foi pigmentado e manipulado após seleção prévia da cor da pele do paciente.  Depois foi inserido sobre a resina e incluído na mufla, e polimerizado sob pressão em prensa de bancada durante 24 horas. A prótese polimerizada foi provada no paciente, corrigida quanto à caracterização de cor, e após sua aprovação, foi fixada à pele por meio de adesivo à base de hidroxipropil celulose. O paciente foi orientado quanto à higiene diária da prótese e retornou em sessões sucessivas para proservação. Conclusão: a prótese nasal com base interna de resina e superfície externa de silicone, fixada com adesivo a base de hidroxipropil celulose admitiu bons resultados estéticos e boa qualidade.