Ir para o menu de navegação principal Ir para o conteúdo principal Ir pro rodapé

Relato de Caso

v. 21 n. 58 (2012): ROBRAC

Pino anatômico com resina composta: relato de caso

DOI
https://doi.org/10.36065/robrac.v21i58.642
Enviado
março 31, 2012
Publicado
outubro 9, 2012

Resumo

O protocolo restaurador de dentes tratados endodonticamente é um desafio na odontologia adesiva atual, já que existem vários tipos de retentores intrarradiculares à disposição no mercado, com características ópticas e mecânicas que promovem um tratamento satisfatório. Dessa forma, a técnica de pino de fibra anatômico reembasado com resina composta direta torna-se eficiente para uso na clínica odontológica, especialmente em casos de condutos largos e tamanho reduzido de férula. Para tanto, o pino é limpo, aplica-se o silano e adesivo, além da resina composta não polimerizada para moldar o conduto radicular. Após, o pino é tratado novamente e cimentado com uma pequena espessura de linha de cimentação. Nesse artigo, o caso clinico abordará as etapas necessárias para a confecção do pino anatômico, além das estratégias de cimentação adesiva e a restauração com resina composta, trabalhando os conceitos da manutenção de uma delgada linha de cimentação para uma adequada reabilitação dental mantendo a biomecânica e retenção do pino de fibra no interior do conduto radicular.