Ir para o menu de navegação principal Ir para o conteúdo principal Ir pro rodapé

Artigos originais

v. 21 n. 57 (2012): ROBRAC

Avaliação do sucesso da terapia periodontal não cirúrgica. Follow up de período curto.

Enviado
agosto 14, 2012
Publicado
agosto 14, 2012

Resumo

Objetivo: Avaliar o sucesso do tratamento periodontal não cirúrgico após 6 meses da conclusão da terapia periodontal. Material e Método: um total de 11 indivíduos foi selecionado com base em critérios previamente estabelecidos de modo a assegurar a consistência dos resultados. Os exames supragengivais e subgengivais consideraram o índice de placa visível (IPV); o índice de sangramento gengival (ISG); a profundidade de sondagem (PS), o nível clínico de inserção (NIC) e sangramento a sondagem (SS) obtidos no início e no final do tratamento. Os dados foram agrupados em faces livres (vestibular e lingual) e faces proximais (mesial e distal), sendo comparados os resultados dos exames iniciais com os exames finais, realizados no estudo. Os testes estatísticos utilizados foram: o teste T de Student e o teste Qui-Quadrado, ambos para uma significância de 5%. Resultados: verificou-se que os pacientes apresentaram redução de todos os parâmetros clínicos analisados, confirmado pela média dos indicadores IPV, ISG, SS, PS e NIC dos pacientes tratados. Conclusão: foi observado melhora nos indicadores de saúde periodontal, após três meses da terapia periodontal não cirúrgica, isentando os pacientes do desconforto pós-cirúrgico e sem afetar o sistema imunológico dos mesmos, através de antibiótico terapia.