Ir para o menu de navegação principal Ir para o conteúdo principal Ir pro rodapé

Relato de Caso

v. 16 n. 42 (2007): ROBRAC

Cisto paradentário: importância dos achados clínicos, radiográficos, trans-cirúrgicos e microscópicos no diagnóstico

  • Carlos Fernando de Barros Mourão
  • Eduardo Seixas Cardoso
  • Águida Maria Menezes Aguiar Miranda
  • Teresa Cristina Ribeiro Bartholomeu Santos
  • Fábio Ramôa Pires
DOI
https://doi.org/10.36065/robrac.v16i42.67
Enviado
março 23, 2010
Publicado
março 23, 2010

Resumo

O cisto paradentário é um cisto odontogênico inflamatório incomum localizado aderido à junção amelo-cementária, possivelmente originado de remanescentes do epitélio reduzido do órgão do esmalte ou de restos epiteliais no periodonto. Localiza-se preferencialmente na região de trígono retromolar associado a terceiros molares semi-inclusos com história de pericoronarite prévia. Apresenta-se como uma lesão radiolúcida bem delimitada adjacente a dentes semi-inclusos, usualmente localizada distalmente a estes. Seu diagnóstico diferencial inclui o cisto radicular inflamatório lateral a raiz e o cisto dentígero inflamado, e o tratamento inclui a remoção cirúrgica conservadora, quase sempre associada a remoção dos dentes associados. O objetivo deste trabalho é apresentar dois casos clínicos de cisto paradentário acometendo terceiros molares, ressaltando sua dificuldade diagnóstica microscópica e a necessidade da avaliação conjunta dos dados clínicoradiográficos e trans-cirúrgicos. Ambos os casos apresentavam-se como áreas radiolúcidas uniloculares bem delimitadas localizadas distalmente aos terceiros molares inferiores do lado direito. O tratamento de ambos os casos incluiu a remoção cirúrgica dos cistos e dos dentes associados e ambos os pacientes não mostraram sinais de recidiva local. O cisto paradentário é um cisto incomum, de diagnóstico complexo, que necessita de informações clínicas e imaginológicas adequadas para seu diagnóstico, devendo ser tratado de forma cirúrgica conservadora, com excelente prognóstico.