Ir para o menu de navegação principal Ir para o conteúdo principal Ir pro rodapé

Pesquisa Científica

v. 16 n. 42 (2007): ROBRAC

Análise “in vitro” da viabilidade do uso do MTA e do hidróxido de cálcio como plug apical em dentes com rizogênese incompleta

  • Antonio Batista
  • Gilson Blitzkow Sydney
  • Marili Doro Deonizio
DOI
https://doi.org/10.36065/robrac.v16i42.68
Enviado
março 23, 2010
Publicado
março 23, 2010

Resumo

O objetivo deste trabalho foi avaliar a capacidade do MTA e o do hidróxido de cálcio de evitar a sobre-obturação de guta-percha e cimento quando empregados como plug apical em dentes com ápice incompletamente formado. Foram selecionados 24 dentes monoradiculares, incisivos centrais superiores e pré-molares inferiores com ápice completo, que através de desgastes com brocas apropriadas, simulou-se a anatomia apical de dente imaturo. Os dentes foram inseridos em alvéolos artificiais e plugs apicais foram realizados com MTA ou com hidróxido de cálcio e os canais obturados com cones moldados. Radiografias nos sentidos mésio-distal e vestíbulo-lingual foram realizados e analisadas quanto à capacidade dos plugs de evitar extravasamento da obturação. Os resultados mostraram que o plug apical com MTA foi mais efetivo que o do hidróxido de cálcio, não ocorrendo extravasamento em nenhum caso, ao passo que no grupo do plug apical com o hidróxido de cálcio, houve o rompimento do plug em quatro casos, porém sem extrusão da obturação.