Ir para o menu de navegação principal Ir para o conteúdo principal Ir pro rodapé

Pesquisa Científica

v. 15 n. 40 (2006): ROBRAC

Dor pós-operatória em dentes com inflamação pulpar – revisão sitemática

  • Carlos Estrela
  • Aleimar Moraes Toledo
  • Aldo Brugnera Júnior
  • Rafael Almeida Decurcio
  • Jesus Djalma Pécora
DOI
https://doi.org/10.36065/robrac.v15i40.72
Enviado
março 23, 2010
Publicado
março 25, 2010

Resumo

Avaliou-se em estudos longitudinais a prevalência de dor após o emprego de medicamentos intracanais no tratamento da polpa dental inflamada, através de revisão sistemática. Utilizou-se de fontes de catalogação bibliográfica identificadas eletronicamente por MEDLINE (http://www.pubmed.gov/), a partir de 1966 até 17 de maio de 2007 e Cochrane Library. Como estratégia de busca utilizou-se os termos – Chlorhexidine and Periapical pain or Symptom or Flare-up or Endodontic Post-treatment or Inter-appointment / Calcium hydroxide and Periapical pain or Symptom or Flare-up or Endodontic Posttreatment or Inter-appointment / Sodium Hypochlorite and Periapical pain or Symptom or Flare-up or Endodontic Post-treatment or Inter-appointment / Intracanal dressing and Periapical pain or Symptom or Flare-up or Endodontic Post-treatment or Inter-appointment / Intracanal medicament and Periapical pain or Symptom or Flare-up or Endodontic Post-treatment or Inter-appointment / Paramonochlorophenol and Periapical pain or Symptom or Flare-up or Endodontic Post-treatment or Inter-appointment. Os estudos foram selecionados por dois revisores, independentes, que, também, determinaram os critérios de inclusão e exclusão. A busca apresentou 64 artigos relacionados, sendo que, 2 artigos envolviam estudos epidemiológicos, 4 revisões de literatura, 10 relatos de caso; dor relacionada à limite apical – 10 artigos, a irrigantes - 7 artigos, medicação intracanal - 9 artigos e a obturação do canal radicular – 2 artigos. Dois (2) estudos satisfizeram os critérios de inclusão. A estimativa de êxito decorrente do sucesso clínico dos trabalhos analisados indicou evidência de que o tratamento endodôntico em conjunto com o adequado processo de sanificação e uso de uma medicação intracanal apropriada determinou elevada prevalência de ausência de dor pós-operatória em situações de polpa dental inflamada.