Ir para o menu de navegação principal Ir para o conteúdo principal Ir pro rodapé

Relato de Caso

v. 21 n. 59 (2012): ROBRAC

Utilização de cimento a base de MTA no tratamento de perfuração radicular: relato de caso clínico

DOI
https://doi.org/10.36065/robrac.v21i59.724
Enviado
janeiro 20, 2013
Publicado
março 7, 2013

Resumo

As perfurações endodônticas comunicam o canal radicular com o periodonto, em conseqüência de cárie, reabsorções ou causas iatrogênicas. O sucesso no tratamento está diretamente relacionado com a localização, tamanho e período entre a ocorrência e o tratamento. Os materiais utilizados no tratamento exercem função importante no selamento da área perfurada e a biocompatibilidade junto aos tecidos. A primeira via de tratamento é a não-cirúrgica. Caso o resultado não seja satisfatório, opta-se pelo acesso cirúrgico. Dos materiais para o tratamento de perfurações, na atualidade, o MTA (Agregado Trióxido Mineral) é o mais usado. É material bioativo que permite a formação de cemento, oferecendo condições para organização dos tecidos de suporte dentário. O objetivo esperado para o tratamento das perfurações é prevenir a reabsorção óssea e a perda de ligamento periodontal da região perfurada evitando a infecção. Foi objetivo desse trabalho descrever dois casos clínicos de dentes com perfuração radicular, preenchidas com cimento a base de MTA.