Ir para o menu de navegação principal Ir para o conteúdo principal Ir pro rodapé

Pesquisa Científica

v. 15 n. 40 (2006): ROBRAC

Desempenho clínico de pulpotomias com pasta CTZ em molares decícuos: estudo retrospectivo

  • Mariana Amorim Chagas Oliveira
  • Luciane Ribeiro de Rezende Sucasas Costa
DOI
https://doi.org/10.36065/robrac.v15i40.74
Enviado
março 23, 2010
Publicado
março 25, 2010

Resumo

A técnica da pulpotomia de molares decíduos com pasta CTZ (cloranfenicol, tetraciclina e óxido de zinco e eugenol) é considerada bem-sucedida pelo senso comum da equipe odontológica, porém há carência de pesquisas experimentais que sustentem a validade da sua indicação. Neste estudo retrospectivo, avaliou-se o desempenho clínico de pulpotomias com a pasta CTZ realizadas em molares decíduos de crianças de 4 a 11 anos atendidas em um Programa Saúde da Família. As crianças foram examinadas clinicamente por um cirurgião-dentista (anamnese, exame intra-bucal e radiográfico). A determinação da efetividade da técnica baseou-se na ausência de: dor, abscesso, fístula, mobilidade patológica, lesão óssea e reabsorção radicular patológica. Nos casos em que o decíduo havia esfoliado, avaliou-se a época de irrupção do pré-molar sucessor. Os dados foram analisados por estatística descritiva. Dos 40 casos observados, 11 entre 16 pré-molares sucessores irromperam em momento adequado para seu estágio de formação de raiz. Nenhum dente permanente irrompido apresentou alterações de forma e/ou cor. Vinte e quatro molares decíduos ainda estavam presentes na cavidade bucal de 18 crianças, restaurados adequadamente. Ao exame físico, verificou-se escurecimento da coroa (11/24), dor (2/24), abscesso (1/24), fístula (3/24) e mobilidade patológica (2/24). O exame radiográfico mostrou reabsorção externa patológica (14/24) e rarefação óssea peri-radicular (14/24). Associando os resultados dos exames físico e radiográfico dos molares decíduos tratados, considerou-se a efetividade da técnica da pulpotomia com CTZ em 29,1% (7 casos dos 24) após 10 a 39 meses de sua realização.