Ir para o menu de navegação principal Ir para o conteúdo principal Ir pro rodapé

Pesquisa Científica

v. 22 n. 61 (2013): ROBRAC

Perfil epidemiológico dos portadores de hemofilia do hemocentro da Paraíba

DOI
https://doi.org/10.36065/robrac.v22i61.769
Enviado
julho 31, 2013
Publicado
setembro 12, 2013

Resumo

Esse trabalho teve como objetivo traçar o perfil epidemiológico dos pacientes hemofílicos cadastrados no Hemocentro de João Pessoa-PB, com idade superior a 12 anos de idade. Para tanto, foi realizado uma pesquisa documental, transversal, nos prontuários desses pacientes. A amostra correspondeu a 172 e 147 prontuários médicos e odontológicos respectivamente. Os dados foram analisados estatisticamente através do programa SPSS para Windows versão 19.0. A partir dos resultados obtidos ,observou-se que o perfil clínico e sociodemográfico dos  pacientes  que foram atendidos, se caracterizaram pela maior prevalência de Hemofilia do tipo A, com ênfase no tipo moderado, acometendo predominantemente  jovens, pardos, do sexo masculino, moradores de regiões não litorâneas. Foram observados distúrbios articulares variados, e a necessidade de reposição de fator em vários níveis e procedimentos. Na clínica odontológica, constatou-se a prevalência de procedimentos como: profilaxia e ATF, e restauração definitiva; seguidos de restauração provisória, exodontia, raspagem supragengival, capeamento e raspagem subgengival. Nos prontuários desses pacientes atendidos no setor odontológico (n=146), 84 necessitaram repor fator por algum motivo, estando as exodontias nessa liderança. Quanto ao tempo decorrido desde último atendimento, ficou claro que a maioria dos pacientes não foram ao dentista nos últimos dois anos. Conclui-se então que a necessidade de conscientizar os pacientes portadores de hemofilia sobre a importância de revisões periódicas, para evitar procedimentos mais invasivos, tornando-se imprescindíveis iniciativas no campo da prevenção e orientação em saúde bucal, enfatizando comportamentos voltados para auto-exame, controle de lesões cariosas e gengivoperiodontais, assim como manutenção de próteses.