Ir para o menu de navegação principal Ir para o conteúdo principal Ir pro rodapé

Pesquisa Científica

v. 23 n. 64 (2014): ROBRAC

Análise das dimensões padrões das macrogeometrias de pontas diamantadas de diferentes fabricantes e modelos

DOI
https://doi.org/10.36065/robrac.v23i64.844
Enviado
maio 12, 2014
Publicado
maio 26, 2014

Resumo

Pontas diamantadas são instrumentos rotatórios abrasivos de uso rotineiro na prática clínica odontológica, com macrogeometria constituída de haste metálica, ponta ativa e eixo Intermediário. Objetivo: avaliar as dimensões padrões dos componentes que constituem a macrogeometria das pontas diamantadas. Material e Método: a fim de padronização, considerou-se como ponta ativa a região do instrumental que possui granulação; como eixo Intermediário a região compreendida entre a primeira depressão presente na base até o início da ponta ativa; e como haste metálica toda região localizada entre a base da ponta diamantada até a primeira depressão. Realizou os testes com seis marcas comerciais: KG Sorensen, Option, Vortex, Microdont, Zeep e Fava. Foram selecionadas 120 pontas diamantadas tronco-cônicas, modelos 2200 (n=10) e 2135 (n=10). O diâmetro e comprimento foram analisados em sete regiões correspondentes à macrogeometria. O diâmetro do orifício de encaixe de pontas diamantadas em turbinas de alta rotação de cinco marcas (Gnatus, Kavo, Calu, Dx e Dabi) também foi mensurado. Para realizar as medidas, paquímetro digital (Mitutoyo, modelo número 6, C-B) foi utilizado por um único operador calibrado. Resultado: as dimensões de ambos os modelos de pontas diamantadas apresentaram variação, quando comparado os fabricantes, seja no comprimento total da haste metálica, eixo intermediário ou ponta ativa. A marca comercial KG Sorensen apresentou baixa alteração na dimensão entre seus instrumentos. Conclusão: a não padronização das pontas diamantadas pode prejudicar a confecção de preparos e também o aprendizado de estudantes de odontologia.