Ir para o menu de navegação principal Ir para o conteúdo principal Ir pro rodapé

Pesquisa Científica

v. 23 n. 66 (2014): ROBRAC

Alternativas terapêuticas para tratamento de afecções bucais no idoso

Enviado
setembro 18, 2014
Publicado
outubro 2, 2014

Resumo

Objetivo: O objetivo deste trabalho foi fazer um levantamento das plantas medicinais utilizadas para tratamento das afecções bucais pelos pacientes idosos atendidos na Faculdade de Odontologia da Universidade de Cuiabá, MT. Metodologia: Foram entrevistados 54 idosos, através de abordagem qualitativa, por meio de entrevista semiestruturada. Resultados: Foram citadas 23 espécies pertencentes a 19 famílias utilizadas na cavidade bucal, encontradas em quintais e no Bioma Cerrado. O maior número de citações correspondeu às espécies: batata doce (Ipomoea batatas (L.) Lam.), romã (Punica granatum L.), hortelã (Mentha piperita L.) e malva (Malva sylvestris L.). As indicações terapêuticas para saúde bucal foram variadas, tais como, inflamações na boca, dor de dente, gengivite, aftas e estomatites, entre outras. A parte da planta mais utilizada foi a folha e o modo de preparo mais comum, foi o chá por infusão. Conclusão: Os idosos entrevistados utilizavam as plantas medicinais como uma prática terapêutica frequente em saúde bucal, sendo as espécies mais citadas: batata doce (Ipomoea batatas (L.) Lam.), romã (Punica granatum L.), malva (Malva sylvestris L.) e hortelã (Mentha piperita L.). Destas, a hortelã (Mentha piperita L.) recebeu maior indicação terapêutica.