Ir para o menu de navegação principal Ir para o conteúdo principal Ir pro rodapé

Relato de Caso

v. 25 n. 72 (2016): ROBRAC

Síndrome da combinação: diagnóstico, prevenção e considerações sobre o tratamento

DOI
https://doi.org/10.36065/robrac.v25i72.897
Enviado
outubro 14, 2014
Publicado
fevereiro 22, 2016

Resumo

A síndrome da combinação, descrita por Kelly em 1972, apresenta-se a partir de um conjunto de características marcantes que ocorrem quando uma maxila desdentada se opõe a dentes anteriores inferiores naturais. Esta condição clinica é mais comumente encontrada em pacientes que fazem uso de prótese total superior que oclui com dentes naturais anteriores inferiores e prótese parcial removível bilateral inferior. Também conhecida por Síndrome de Kelly, é caracterizada pela perda óssea da região anterior do rebordo superior, extrusão dos dentes naturais anteriores, aumento das tuberosidades maxilares, perda óssea da região posterior do arco inferior sob a base da PPR e hiperplasia papilar da mucosa do palato duro. O correto diagnóstico e tratamento da síndrome são imprescindíveis na obtenção de resultado que, no mínimo, impeça o avanço do quadro. O presente trabalho consiste no relato de caso clínico de uma paciente diagnosticada com Síndrome da Combinação, no qual, além de importantes considerações acerca do diagnóstico, prevenção e tratamento reabilitador dos pacientes portadores dessa síndrome, chama-se atenção para os cuidados cirúrgicos e protéticos específicos que devem estar envolvidos na reabilitação dos pacientes portadores dessa condição.