Ir para o menu de navegação principal Ir para o conteúdo principal Ir pro rodapé

Artigos originais

v. 24 n. 68 (2015): ROBRAC

Avaliação da relação entre procedimentos odontológicos e comportamento infantil

Enviado
novembro 26, 2014
Publicado
abril 13, 2015

Resumo

Objetivo: Avaliar se existe relação entre os diferentes procedimentos odontológicos e o comportamento infantil.

Material e método: Em crianças com idade entre oito e dez anos, pacientes da Clínica de Odontopediatria do Curso de Odontologia da Universidade Federal do Ceará foram utilizados para aferição de dor e desconforto: o questionário CFSS-DS, a classificação de Frankl, a Escala Visual Analógica, a Escala SOM, a Escala de Ansiedade da Face, e aferição dos batimentos cardíacos da criança. A amostra foi estratificada de acordo os procedimentos clínicos, grupo 1: procedimentos invasivos e grupo 2: procedimentos não invasivos.

Resultados: No questionário CFSS-DS a amostra ficou caracterizada como de pouco medo para os dois grupos. Foi encontrado maior desconforto para procedimentos invasivos na Escala Analógica Facial, Escala Analógica Visual e Escala SOM. Por outro lado não foi encontrado um padrão para os batimentos cardíacos dentro de cada grupo.

Conclusão: Faz-se necessário aprimoramento de técnica e de instrumentais para procedimentos invasivos, a fim de se dar um maior conforto ao paciente odontológico, em especial o pediátrico.

Palavras-chave: Odontopediatria, Dor, Ansiedade.