Ir para o menu de navegação principal Ir para o conteúdo principal Ir pro rodapé

Relato de Caso

v. 26 n. 79 (2017): ROBRAC

Fibroma odontogênico central em mandíbula: relato de caso com breve revisão da literatura

DOI
https://doi.org/10.36065/robrac.v26i79.970
Enviado
julho 26, 2015
Publicado
setembro 12, 2017

Resumo

O fibroma odontogênico central é definido como uma neoplasia benigna dos maxilares caracterizada por apresentar uma quantidade variável de epitélio odontogênico inativo em meio a um estroma de tecido conjuntivo fibroso. É considerada uma neoplasia rara que representa de 0% a 5,5% de todos os tumores odontogênicos na maioria dos estudos retrospectivos encontrados na literatura. Acomete pacientes em uma ampla faixa etária com certa predominância em indivíduos do sexo feminino. Apresenta-se, na grande maioria dos casos, como uma lesão de crescimento lento e assintomático que pode promover abaulamento das corticais ósseas adjacentes. Do ponto de vista radiográfico, aparece, tipicamente, sob a forma de uma imagem radiolúcida uni ou multilocular com margens bem definidas, podendo apresentar focos de calcificação em seu interior. O fibroma odontogênico central é subdividido histologicamente em tipo simples (pobre em epitélio) e tipo OMS (rico em epitélio). A lesão responde bem ao tratamento cirúrgico conservador por enucleação associada à curetagem, sendo as recidivas muito incomuns. Esse trabalho tem o objetivo de fazer uma breve revisão de literatura a respeito das características epidemiológicas, clínico-imaginológicas e histopatológicas desta lesão e relatar um caso diagnosticado num paciente do sexo masculino, 13 anos, com queixa de aumento de volume em mento. Os exames de imagem evidenciaram a presença de defeito osteolítico bem delimitado em região de sínfise mandibular associado aos elementos dentários 33 e 43 que se apresentavam inclusos. A lesão foi submetida à enucleação e curetagem. O paciente encontra-se em proservação há dois anos sem sinais de recidiva da lesão.