Ir para o menu de navegação principal Ir para o conteúdo principal Ir pro rodapé

Pesquisa Científica

v. 25 n. 72 (2016): ROBRAC

Disfunção do sistema estomatognático e sua relação com a síndrome fibromiálgica

DOI
https://doi.org/10.36065/robrac.v25i72.997
Enviado
outubro 19, 2015
Publicado
março 1, 2016

Resumo

A síndrome fibromiálgica (SFM) e a desordem temporomandibular (DTM) têm como principal característica a presença de dor crônica, podendo compartilhar de aspectos comuns na fisiopatologia e nas características clínicas. A associação entre DTM e SFM tem sido relatada por meio de estudos clínicos. Objetivo: avaliar a redução da sintomatologia dolorosa de pacientes com fibromialgia do projeto de pesquisa “Avaliação de portadores de desordens temporomandibulares” da Faculdade de Odontologia da Universidade Federal de Goiás (UFG), por meio do tratamento da DTM. Material e métodos: a amostra foi composta por 17 pacientes, de idades entre 21 e 65 anos e apenas um era do gênero masculino. Resultados: 82,35% dos casos avaliados tiveram sucesso no tratamento, com a redução da sintomatologia dolorosa. Conclusões: as condições de harmonia e equilíbrio funcional do sistema estomatognático são capazes de devolver o bem-estar de pacientes diagnosticados com a síndrome fibromiálgica.