Ir para o menu de navegação principal Ir para o conteúdo principal Ir pro rodapé

Relato de Caso

v. 19 n. 51 (2010): ROBRAC

Granuloma periférico de células gigantes: relato de caso

Enviado
agosto 21, 2010
Publicado
novembro 23, 2010

Resumo

 

O granuloma periférico de células gigantes (GPCG) é definido como uma enfermidade benigna, de etiopatogênese incerta, proliferativa e reacional do tecido conjuntivo fibroso ou do periósteo, que se caracteriza histologicamente pela presença de células gigantes multinucleadas. O objetivo deste artigo é relatar um caso de GPCG em mulher branca, de 56 anos, apresentando nódulo sangrante ao toque, coloração vermelha com pequenas áreas esbranquiçadas e áreas ulceradas, limites definidos, consistência resiliente, base pediculada, com 2,0 cm diâmetro, assintomática, circundando o dente 38, que se apresentava com mobilidade. Radiograficamente observou-se perda óssea significativa em região do dente 38, cujo diagnóstico inicial foi de granuloma piogênico. O diagnóstico definitivo foi obtido após biópsia excisional em cuja análise microscópica se identificou presença de células gigantes multinucleadas. O acompanhamento clínico pós-operatório evidenciou favorável reparação cicatricial da área operada, sem recidiva após 9 meses de acompanhamento.